Fale Conosco

Empreendedorismo

Mercado | Preço e valor: quais são as diferenças

Qual a estratégia de sua empresa para competir no mercado: preço ou valor?

O importante para qualquer empresa é saber o que seus clientes consideram como valor. Se descobrir isto, sua empresa terá condições de vencer obstáculos com os preços de seus produtos e serviços.

É preciso diferenciar preço de valor

De forma básica, compreenda ‘preço’ como a quantia de recursos financeiros que seus clientes disponibilizam para adquirir um produto ou serviço, e ‘valor’ como os benefícios e, principalmente, soluções que seus produtos e serviços oferecem aos clientes.

Você sabe se seus clientes têm conhecimento do valor que sua empresa se esforça para oferecê-los?

Em termos práticos, os clientes sabem disto? É realmente este o tipo de valor que eles desejam?

De nada adianta você oferecer algo que não seja do conhecimento e interesse dos clientes. Você deve oferecer o valor em seus produtos e serviços a partir das características que eles determinam.

Agora, pense no valor que seus concorrentes oferecem a seus respectivos clientes, através de seus produtos e serviços. Qual a diferença entre o valor oferecido por sua empresa e por eles? Qual o tipo de valor que os clientes mais dão preferência?

Você precisa destas respostas para traduzir, na prática, o sucesso da gestão de seus negócios.

Sua empresa precisa trabalhar para que os clientes sintam que vale a pena fazer negócios com ela e, principalmente, que é justo pagar o que está sendo cobrado pelos valores ofertados em seus produtos e serviços.

Certamente isto não é nada fácil na atual conjuntura dos negócios, mas há condições de ser feito. Lembre-se que cortar preços, oferecer descontos e outras práticas comerciais afins tornaram-se tão óbvias que não se sustentam mais como diferencial e podem até, no médio e longo prazo, afetar negativamente a imagem da empresa.

Pense desta forma: se você conquista seus clientes apenas pelo preço que oferece, terá problemas em mantê-los em sua carteira no médio e longo prazo.

Para facilitar este raciocínio, pense numa refeição que você faz no almoço. Você a faz apenas por conta do preço? O sabor tem alguma influência na decisão? A higiene e o atendimento significam algo em sua escolha?

Se você leva em conta algo mais que o preço, está considerando o valor daquela refeição, que no caso envolve o sabor, a higiene e o atendimento. É por razão destes elementos que o cliente dispõe a pagar o preço que é estabelecido.

Por outro lado, se você não dá atenção a estes elementos, seu apelo será apenas, e sempre, o preço. Não esqueça que todo produto tem um risco, e que seu preço e valor são indicadores pontuais dele.

Afinal, se o fator que o cliente está considerando importante para trabalhar com sua empresa for o preço, basta que outra empresa venha e ofereça-lhe um preço menor, que ele, sem pensar muito, fará a troca.

Se o cliente busca sempre preço, quem oferecer o menor terá a sua preferência. No entanto, é preciso estar muito bem preparado para este tipo de cliente: uma vez atendida a sua solicitação para reduzir o preço, ele sempre desejará uma nova proposta, com um desconto maior.

Não esqueça que detectado o valor desejado pelos clientes, ficará mais fácil definir uma política de preços condizente com os padrões de lucro estabelecidos pela empresa. Em função disto, qual a estratégia de sua empresa para competir no mercado: preço ou valor?

Matéria editada em fevereiro | 2006

 

Cotações e Índices

30/07/2014 - 13:12
Dolar Compra Venda
Comercial 2,252 2,253
Paralelo 2,140 2,380
Turismo 2,170 2,330
Euro3,0133,014
Iene Japon0,0220,022
Franco Suiç2,4662,468
Libra Esterl3,7933,795
Ouro93,500-
ÍndicesMaiJun
Inpc/Ibge0,600,26
Ipc/Fipe0,250,04
Ipc/Fgv0,520,33
Igp-m/Fgv-0,13-0,74
Igp-di/Fgv-0,45-0,63
Selic0,870,82
Poupança0,550,56
TJLP0,420,42
TR0,050,05

Saiba mais ...

Agendas Tributárias

31/07/2014 - 5° Feira
COFINS/CSL/PIS-PASEP - Retenção na Fonte
COFINS/PIS-PASEP - Retenção na Fonte - Autopeças - período de 1º a 15.07.2014
Contribuição Sindical (empregados) - Junho/2014
CSL - Apuração mensal - Junho/2014
CSL - Apuração trimestral - 2º trimestre de 2014
Declaração de Operações Imobiliárias (DOI) - Junho/2014
Declaração sobre a Opção de Tributação de Planos Previdenciários (DPREV)
FINOR/FINAM/FUNRES (Apuração mensal) - Junho/2014
FINOR/FINAM/FUNRES (Apuração trimestral) - 2º trimestre de 2014
INSS - Previdência Social - Simples Nacional (Parcelamento Especial)
IOF - Imposto sobre Operações Financeiras
IPI - Imposto sobre Produtos Industrializados - Fabricantes de produtos do capítulo 33 da TIPI
IRPF - Carnê-leão - Junho/2014
IRPF - Lucro na alienação de bens ou direitos
IRPF - Quota - ano-calendário de 2013
IRPF - Renda variável - Junho/2014
IRPJ - Apuração mensal - Junho/2014
IRPJ - Apuração trimestral - 1ª quota ou quota única 2º trimestre de 2014
IRPJ - Renda variável - Junho/2014
IRPJ/Simples Nacional - Ganho de Capital na alienação de Ativos - Junho/2014
IRRF - Fundos de Investimento Imobiliário
PAEX 1 (Parcelamento Excepcional)
REFIS (Lei nº 11.941/2009)
REFIS (Lei nº 9.964/2000 ) Paes (Lei nº 10.684/2003)
Simples Nacional (Parcelamento Especial)

Saiba mais ...

Enquete

O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Parceiros

Av. Presidente Vargas, 542 - Grupo 202 - Centro - Rio de Janeiro, RJ   |   CEP: 20071-901
21. 2263 3355   |   admassyl@terra.com.br
Desenvolvido pela TBrWeb
( XHTML / CSS )